Internacional – Aumento de casos de Covid fazem Moscou entrar em quarentena e Reino Unido se preocupar com número de infectados

Por Luara Pecker, Do G7 Informe
21/10/2021 | 13h48

Uma nova onda de casos de Covid-19 tem assustado a população da Europa, nas últimas duas semanas.
Diante do número de casos e do caos que esta 4ª onda possa causar, a Rússia começou a adotar medidas restritivas.
Hoje, um dia depois do Presidente do país anunciar um mega feriado de 30 de outubro a 7 de novembro, o Prefeito de Moscou, anunciou uma quarentena total na capital.
A cidade ficará em isolamento de 28 de outubro a 7 de novembro, podendo prorrogar, a depender da evolução.
No período, apenas farmácias e supermercados, além dos hospitais, poderão abrir suas portas.
As pessoas devem permanecer em casa, saindo só quando necessário, e usando equipamento de proteção facial.

A Rússia, impôs sua quarentena total em 20 de junho do ano passado, nos picos mais agressivos da pandemia.
Nesse ano esta foi a primeira vez que o país, decidiu por fechar.

Em outro lado, o Reino Unido já começa a se preocupar com o aumento expressivo de casos de Coronavírus, impulsionados pela variante AY-4.2.
Os profissionais de saúde já pressionam o governo, a obrigar que as pessoas usem máscaras em locais públicos.
A exigência foi retirada em julho, quando os britânicos só deveriam usar o item em locais fechados para evitar contato com outras pessoas ou com a doença.
Diante a nova variante e os riscos que ela apresenta, o governo agora está pressionado a retomar medidas restritivas.