Brasil passa a ter 2º maior juro do mundo com nova alta do Banco Central

Por Vanessa Rezende

Do G7 Informe – 23/09/2021 | 5h55

Prejudicado pela Inflação, pelas altas taxas de contas, pelos juros de empréstimos e outras operações financeiras?
Prepare-se para piorar um pouco mais.
O Banco Central no Brasil elevou em 1 ponto percentual, a taxa de juros do país ao ano, nesta quarta-feira, 22.
Agora a taxa vale, 6,25% anti 5,25% anteriormente cobrado.
Isso quer dizer, que esse valor é o que as pessoas devem pagar de juro anual, para uma média de operações de créditos em grandes bancos do país.
Claro que há opções mais baratas e mais caras, que também se reajustam com esses novos números.

Os rendimentos em CDB, Poupança e no Mercado de Ações, também sofrem mudanças com esse aumento.
A cobrança maior de juros nem sempre é rentável, para investimentos de curto prazo.
Na poupança por exemplo, uma pessoa que deixar um dinheiro aplicado em 1 ano seguido, terá uma média de 6% de ganhos.

Essa manobra não foi a última do ano nesse sentido.
Há expectativas de que no fim do ano, o Banco Central volte a subir os juros no país.
Que até pouco tempo estava em 2,25%, e que agora subiram já, 4 pontos percentuais.
Essa é uma das maiores altas da década, e ao mesmo tempo coloca o Brasil, como o 2º maior pagador de juros no ano.

Edição – Lívia Tomazelli