CPI da Covid – Prevent diz que dados foram alterados por médicos e que Imprensa manipulou informações sobre estudos e morte de pacientes

Por Guilherme Kalel

Do G7 Informe – 22/09/2021 | 12h12

A Prevent Senior, que está sendo acusada na CPI da Covid-19, de prescrever obrigatoriamente a idosos o Kit Covid do governo federal, se defendeu hoje na Comissão.
E disse que as informações veiculadas nos últimos dias, são inverídicas.
A Prestadora alega que os médicos que apresentaram a denúncia, ex-funcionários da operadora, entraram no sistema e alteraram os dados de planilhas, em 28 de agosto de 2021,
antes de encaminhar o material para uma advogada que representaria mais tarde o grupo.
Depois, a Imprensa teve acesso a informação e manipulou os dados para que, parecesse que mais pessoas morreram do que o que foi apresentado pela operadora.

Os senadores que participaram do depoimento de um representante da Prevent, não acreditaram nas afirmações.
Os Senadores tem provas de que, o dossiê apresentado contra a Prevent é verdadeiro, e que não teve nem um tipo de dado manipulado.

Outro ponto questionado, é culpar a Imprensa pela manipulação de dados, o que não condiz com a verdade.
Toda a informação trazida pela Imprensa referente a esse assunto, foi apurada e checada com base em depoimentos, no dossiê e e documentos cruzados que chegaram ao resultado das notícias dadas.