Osasco vai começar a aplicar 2ª dose de Pfizer em quem recebeu 1ª de Astrazeneca

Por Tayla Vieira

Do G7 Informe – 14/09/2021 | 7h10

Para evitar mais atrasos, a cidade de Osasco, SP, anunciou nesta segunda-feira que a partir de hoje, 14 de setembro, quem tomou a 1ª dose da Astrazeneca vai receber a 2ª dose
da Pfizer.
A mistura de vacinas, não é proibida, e inclusive foi usada em outros países.

Apesar de não ser o ideal, isso pelo menos garante a imunização das pessoas, que estão algumas, há semanas a espera da imunizante.
O governo federal deixou de realizar repasses para São Paulo, que por sua vez, não tem estoque para distribuir aos municípios.
Milhares de pessoas que receberam a Astrazeneca, e que tinham que ter recebido há dias, estão com a dose atrasada.

Enquanto o governo não repassa as doses, o governador paulista ameaça ir ao STF contra o Ministério da Saúde.
João Doria deu um ultimato ao governo federal no domingo.
Se as doses não chegarem até hoje, ele deve judicializar a questão.
Parece que esse será o caminho.
A Reportagem do Informe Osasco, consultou o Ministério da Saúde, mas não existe previsão de envio de novas doses da Astrazeneca para SP.
O governo federal recebeu no domingo, 5 milhões de doses da Pfizer.
Mas faz tempo que não tem qualquer remeça da Astrazeneca.
A Fiocruz, responsável por distribuir a vacina foi procurada.
Mas também não informou porque o produto está em falta.

São Paulo não é a única federação do país a enfrentar escassez de vacinas.
Por isso o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde, pediu na segunda-feira a suspensão de vacinação em adolescentes.
A ideia é se usar as vacinas da Pfizer, para completar o ciclo de vacinação nos adultos.
Só depois de todos terem recebido a 2ª dose, que voltariam com a vacinação nos jovens.

Edição – Lívia Tomazelli