Polícia Federal prende Roberto Jeferson por atuação em milícias digitais

Por Guilherme Kalel

Do G7 Informe – 13/08/2021 | 9h48

A Polícia Federal prendeu no Rio de Janeiro, na manhã desta sexta-feira, 13, o ex-deputado Roberto Jeferson.
Ele é acusado de integrar milícias digitais que tem feito apologia a atos anticonstitucionais.
O político que é presidente do PTB, também é apontado como responsável por uma série de declarações e postagens,
que pedem ruptura das instituições, fechamento do STF e prisão de todos os seus ministros, por não concordar com suas posições.

Para o Ministro Alexandre de Moraes, a visão destoa da realidade e dos limites constitucionais.
Jeferson é acusado de apologia criminosa, difamação, calúnia, incitação a violência, e crimes baseados na lei de segurança nacional.
A Polícia Federal o investiga desde julho, e acredita ter bases suficientes para afirmar, que o político, faz parte de uma rede de pessoas que tem usado a internet, para
disseminar Fake News,
e promover ataques contra a oposição ao governo Jair Bolsonaro.

Pela manhã, agentes federais chegaram a casa do ex-deputado, para cumprir com a ordem judicial, emitida na noite desta quinta-feira.
Foram apreendidos no local, armas, munições e equipamentos eletrônicos de Jeferson.