Governo pretende criar programa social com benefício de R$ 400,00

Por Luara Pecker e Vanessa Rezende

Do G7 Informe – 02/08/2021 | 19h58

O governo federal vai enviar ao Congresso, um novo projeto que promete mudar o Bolsa Família, e ampliar o programa social.
O novo programa deve se chamar Auxilio Brasil, e vai pagar para os beneficiários do atual Bolsa Família, um auxilio de aproximadamente R$ 400,00.
O valor é mais que o dobro pago hoje em dia, com benefícios em média de R$ 190,00.

O programa federal é pago para pessoas em situação de vulnerabilidade, que tenham crianças em casa.
Hoje, 14 milhões de família recebem o Bolsa Família.
Há uma lista de espera com 6 milhões de nomes esperando para entrar.
Além de elevar o valor para R$ 400,00 mensal, Bolsonaro quer atender metade dessas pessoas em 2022.
Isso quer dizer, mais 3 milhões de famílias beneficiadas, elevando para 17 milhões o número de benefícios pagos.

Para tentar fechar essas contas, o novo programa social deve ficar fora do teto de gastos.
A União deve usar recursos de precatórios, para que possa quitar o Auxilio Brasil,
se ele for aprovado pelo Congresso e vier mesmo a ter esse nome.

Hoje, o Ministro da Economia Paulo Guedes, disse que não haverão calotes no Brasil, e que o governo vai honrar com seus compromissos.
O novo programa social, vem num momento crucial para o seguimento do governo Bolsonaro, e sua possível reeleição.
O Presidente acredita que em dando esse aumento, possa aumentar a sua popularidade.

Não será a única medida do Presidente.
Outra coisa que quer fazer, é criar um programa de qualificação profissional para trabalhadores informais,
que receberiam uma bolsa para se capacitar.
Como se fosse também um auxilio financeiro do governo, durante o tempo do curso.
Alguns estados no Brasil, adotaram esse modelo durante a pandemia da Covid-19.
E algumas cidades, seguiram pelo mesmo caminho.