Prefeituras represam dados para mascarar números da Covid

Por Nathália Mello e Isabella Peroni, Especial para o G7 Informe

13/06/2021 | 7h

Enquanto o Presidente Jair Bolsonaro diz que estados estariam inflando os números de mortes pela Covid-19 no Brasil, e quer auditar os dados,
um levantamento exclusivo do G7 Informe revela exatamente o oposto.
Muitas cidades no sul do Brasil estão escondendo os reais números do novo Coronavírus da população e do governo.
Não se sabe a razão pela qual isso está acontecendo, se por ideologia ou por qualquer outra motivação.

O levantamento exclusivo do G7 Informe, feito nos últimos dias, leva em conta denúncias de moradores que chegaram ao Portal, relatando que exames não estão sendo contabilizados pelas Secretarias Municipais de saúde, mesmo voltando positivos.
Alguns levam até 60 dias para contabilizar, enquanto outros simplesmente nunca voltam.

No Paraná, 11 cidades apresentaram essa situação, e no Rio Grande do Sul, outras 6.
Em Santa Catarina, 8 denúncias de 3 diferentes cidades chegaram ao Portal.
Mas os dados estavam tão inconsistentes nos Municípios que foi impossível a Reportagem fazer a checagem.

As mortes ocorridas pela Covid-19, também estão sendo registradas com outras causas, e deixando de entrar no sistema.
O levantamento do G7 identificou, que em Jandaia do Sul, Mandaguari e Bom Sucesso por exemplo, 60 mortes suspeitas ocorreram nos últimos 15 dias.
Suspeitas porque as pessoas fizeram teste para a Covid-19, a Prefeitura não divulgou seus resultados, e esses moradores morreram.
Mas, suas causa morte constam, como de outros problemas sem relação com o novo Coronavírus.

As cidades foram procuradas pelo G7 Informe, para comentar o caso e as denúncias recebidas.
Em nota, as Secretarias de Saúde responderam que há uma grande demanda de exames, que ficam as vezes represados por semanas pelos laboratórios responsáveis pelas testagens.
Mas que sempre que confirmados, familiares e as pessoas contaminadas são alertadas.
Outro dado que acaba sendo desmentido por familiares de pacientes da Covid-19.

Em Jandaia do Sul, uma mulher de 84 anos morreu e só descobriu que tinha Covid-19, depois que outras 3 pessoas que moravam com ela na mesma casa, pagaram o teste e descobriram a doença.
Os familiares relataram que mesmo apresentando problemas, ela foi classificada como morte por gripe comum, e os familiares se quer tiveram acesso a seu teste de Coronavírus.

Os documentos obtidos pelo G7, foram apresentados ao Ministério Público, que deve analisar os casos.
Os Prefeitos e Secretários de Saúde que estiverem escondendo informações, podem ser enquadrados na lei, por crime contra a saúde pública, e improbidade administrativa.