Escândalo – Presidente da CBF é afastado do cargo por denúncias de abuso sexual

Por Lara Castro, Do G7 Informe

07/06/2021 | 6h21

O Presidente da CBF, Rogério Caboclo, de 48 anos, foi afastado de suas funções neste final de semana por 30 dias.
Hoje, uma reunião da Comissão de Ética da federação, deve dar mais panoramas para este afastamento.

O motivo pelo qual Rogério Caboclo teve que deixar o cargo, são denúncias de abuso sexual, por parte de uma funcionária.
O homem teria cometido contra ela por diversas oportunidades, desde março do ano passado, atos de abuso.
A funcionária disse ter provas do comportamento dele, e que pode apresenta-las se solicitada.
Ela fez a denúncia a Comissão de Ética da CBF, pedindo o afastamento do homem, e que o caso fosse levado a Justiça.

Rogério teria oferecido dinheiro para que ela negasse as acusações, e voltasse atrás no processo.
Mas a funcionária se recusou a fazer isso, e levou ao conhecimento da Comissão.
O que motivou seu afastamento imediato.

Segundo a funcionária, Caboclo faz consumo de bebida alcoólica sempre, e que inclusive em viagens ela teria sido obrigada por ele, a pedir bebida para o quarto de hotel e por em seu nome, mas levar para ele.
Na CBF, ela relata que escondia garrafas ao mando do chefe no banheiro, e tinha que retira-las e substituí-las quando acabavam.