10 dias depois de ser anunciada, Secretária de Enfrentamento a Covid-19 deixa cargo no Ministério da Saúde

Publicado em: 23/05/2021 | 6h58

Tayla Vieira, Do G7 Informe

10 dias depois de ter sido anunciada pelo Ministro da Saúde, e antes mesmo de tomar posse oficial, a médica infectologista Luana Araújo, deixou o cargo que havia aceitado no governo federal.
O anúncio de sua saída foi realizado neste sábado, 22 de maio.
Luana disse em uma publicação nas redes sociais, que deixa o Ministério pela porta da frente, como entrou.
A médica disse que nos dias em que trabalhou no cargo, fez o que sempre fez na sua carreira com agilidade, empatia e dedicação.

A profissional de saúde não informou, a motivação de seu desligamento da Secretaria de Enfrentamento a Covid-19, criada no último 12 de maio pelo Ministro Marcelo Queiroga.
Fontes revelaram ao G7 Informe, que os motivos poderiam estar alinhados a sua ideologia.
Luana Araújo é médica defensora da ciência, das vacinas e é contra a Cloroquina ou qualquer outro tratamento precoce, sem eficácia comprovada.
Diferente da linha defendida pelo governo ou pelo Presidente Jair Bolsonaro, que insiste em minimizar os efeitos da pandemia no Brasil.
Com a saída da infectologista do cargo, o governo ainda não informou quem deve assumir o comando da Secretaria.