Brasil tem 2215 mortes por Covid-19 e ameaça de 3ª onda

Publicado em: 22/05/2021 | 6h02

Lívia Tomazelli, Do G7 Informe

O Brasil registrou nesta sexta-feira, 21 de maio, mais 2215 casos de pessoas que perderam suas vidas na batalha contra a Covid-19.
Agora são, 446309 pessoas que morreram no país, em decorrência da doença.
Com 74 mil novos casos confirmados, a nação registra 15,9 milhões de pessoas que se infectaram e que estão nessa lista.

O Brasil é o 2º país do mundo que mais registra mortes provocadas pelo Coronavírus, atrás apenas dos Estados Unidos.
São Paulo é o epicentro da pandemia no país, com maior número de casos e mortes registrados na Federação.
O país ainda vive um temor novo, desde a semana passada.

Com uma nova alta no número de casos e de mortes, além das novas internações, é temido que uma 3ª onda da doença esteja assolando o Brasil.
Isso acontece, menos de 30 dias depois da 2ª onda atingir seu maior pico no Brasil, apontam especialistas.
O temor das autoridades em saúde, é que esta 3ªª onda seja ainda pior que a 2ª que varreu o país entre janeiro e abril.

O número de pessoas vacinadas ainda é baixo, perto do que deveria ser para garantir um grau de segurança as pessoas.
Agora a doença não faz distinção e tem matado cada vez mais pessoas, em diferentes faixas de idade.
Muitas delas falecem cada vez mais cedo, mais jovens, e não importando se tem ou não comorbidades.
As sequelas pós Covid-19 é um outro problema que tem assolado milhões de brasileiros.
Mais da metade daqueles que foram infectados, ficam com uma sequela parcial ou permanente provocada pela Covid, apontam estudos no Brasil.